Ir para conteúdo
Laboratório Botica Garcia de Orta- Edifício C

 

Designação do projeto:
Laboratório Botica Garcia de Orta- Edifício C

 

Código da operação:
ALT20-08-2114-FEDER-000263

 

 Objetivo principal:

O Laboratório Garcia de Orta pretende ser um espaço dedicado à vida e obra de Garcia de Orta, recriando-se uma Botica seiscentista que permitirá a visita dos milhares de turistas que passam pelo centro histórico de Castelo de Vide. A operação irá proporcionar uma abordagem mais lúdica e recreativa pela experimentação dos produtos utilizados na farmácia e na gastronomia e por outro lado uma segunda abordagem ao conhecimento Histórico.

 

Região de intervenção:
ALENTEJO

 

Entidade beneficiária:
Município de Castelo de Vide

 

Data da aprovação:
15-09-2020

 

Data de início:
09-12-2020

 

Data de conclusão:
07-07-2021

 

Custo total elegível:
126 436,96€

 

Apoio financeiro da União Europeia:
FEDER – 107 471,41€

 

Apoio financeiro público nacional:
18 965,55€

 

Objetivos da Operação

Com esta operação pretende-se: - Recuperar e reabilitar um imóvel singular no centro-histórico, pertencente ao antigo Complexo Termal de Castelo de Vide. - Possibilitar a reabertura deste lugar como espaço de visitação, direcionado quer para o turismo nacional, quer para os mercados externos, quer ainda para públicos infanto-juvenis e muito especificamente assumindo um papel importante nas atividades didáticas subordinadas à História, aos Descobrimentos e ao Judaísmo. - Divulgação da vida e obra do Botânico-Boticário Garcia De Orta, permitindo que este projeto assuma uma importância estratégica na qualificação, diversificação e atratibilidade da oferta cultural e turística deste importante património. - Através do recurso às novas aplicações informáticas e às novas tecnologias o visitante terá a oportunidade de consultar conteúdos reunidos em forma de banco de dados especializados e subordinados à temática. - Possibilitar sinergias associadas à complementaridade face a outras intervenções no território, no âmbito do património cultural, no âmbito da regeneração urbana e no âmbito da preservação, valorização, divulgação e promoção da herança judaica. - Criar condições para a maximização das oportunidades associadas à captação de fluxos turístico-culturais, criação e consolidação de novos públicos, bem como à dinamização da procura de bens culturais, com especial enfoque no que se relaciona com o turismo religioso judaico. - Consolidar e complementar a oferta cultural do território e da região, através da instalação de um espaço de visitação cujo âmbito geográfico dos seus impactes, ao nível da captação de visitantes, será bastante alargado, dado o seu âmbito inovador e diferenciador.